Avançar para o conteúdo principal

Os 30 Alimentos Com Menos Calorias

Um dos segredos da perda de gordura/peso de sucesso está numa boa dieta que mantém o apetite saciado e reduza ao mínimo possível os níveis de fome ou apetite. A verdade é que poucas pessoas aguentam passar fome durante longos períodos de tempo, acabando por desistir mais cedo ou mais tarde.

Por outras palavras, podemos dizer que uma boa dieta para perder peso é uma que permite ingerir boas quantidades de alimentos e mesmo assim emagrecer Aliás, uma dieta de baixa densidade calórica é mesmo considerado por muitos nutricionistas como o segredo para a perda de peso.

E é fácil compreender porquê. A ingestão dos alimentos que contêm menores quantidades de calorias por grama, permitem a ingestão de maiores quantidades, que acabarão por o manter saciado durante mais tempo.

Os alimentos com menos calorias são habitualmente vegetais e frutas e neste artigo descrevemos quais são os 30 que têm uma menor densidade calórica. Esses alimentos podem ser estupidamente baixos em calorias, mas estão carregados de nutrientes. Como bónus, esses alimentos são também os que têm uma maior percentagem de água, que o irão ajudar a manter-se hidratado, sobretudo no verão.

Os 30 alimentos com menos calorias

Em vez de indicar os supostos benefícios de cada alimento desta lista, irei apenas indicar os valores nutricionais. A verdade é que não deve acreditar em "super-alimentos", em vez disso sugiro-lhe que tente variar os alimentos que ingere de forma a obter os benefícios de cada um.

Note que os valores nutricionais são referentes a cada 100 gramas do alimento.

Alimento Calorias % de Água Proteína Carbohidratos Gordura
 Abóbora (crua)  9  96,6%  0,3 g  1,7 g  0,2 g
 Aipo (cru)  11  94,4%  1,1 g  1,5 g  0,1 g
 Alface (crua)  12  95,9%  1,8 g  0,8 g  0,2 g
 Rabanete (cru)  13  95,6%  1 g  1,9 g  0,2 g
 Cogumelos  14  92,6%  1,8 g  0,5 g  0,5 g
 Nabo (cozido)  14  93,5%  0,4 g  2,3 g  0,4 g
 Cebola (cozida)  15  94,0%  1,0 g  2,5 g  0,2 g
 Couve lombarda (cozida)  16  92,7%  2,2 g  1,4 g  0,2 g
 Cenoura (cozida)  17  91,7%  0,7 g  3,7 g  0 g
 Courgette (crua)  17  94%  1,6 g  2 g  0,3 g
 Couve-flor (cozida)  17  92%  1,6 g  2,3 g  0,2 g
 Espargos (cozidos)  17  93,8%  2,2  2,2 g  0 g
 Grelos de couve (cozidos)  17  93,3%  1,9 g  1,5 g  0,4 g
 Espargos (cozidos)  18  93,4%  2,2 g  2,2 g  0 g
 Couve-branca (cozida)  19  93,5%  1,7 g  2,2 g  0,4 g
 Tomate   19  93,5%  0,8 g  3,5 g  0,3 g
 Meloa  20  92,1%  0,6 g  4,2 g  0,1 g
 Espinafres (crus)  22  91,8%  2,6 g  0,8 g  0,9 g
 Brócolos (cozidos)  22  91,9%  2,8 g  1,3 g  0,7 g
 Couve-roxa (crua)  23  90,3%  2 g  3,9 g  0
 Couve-galega (cozida)  23  90,5%  2,1 g  2,9 g  0,4 g
 Melancia 24 93,6% 0,4 g 5,5 g 0,2 g
 Melão  27  91,8%  0,6 g  5,7 g  0,3 g
 Morango  29  90,1%  0,6 g  5,3 g  0,4 g
 Pimento (grelhado)  30  89,6%  2,7 g  3,7 g  0,6 g
 Toranja  31  90,9%  0,9 g  6 g  0,1 g
 Framboesa  34  84,3%  0,9 g  11,5 g  0,3 g
 Carambola  35  91%  0,3 g  7,1 g  0,3 g
 Ameixa (branca e encarnada) 36  89%  0,6 g  7,8 g  0,2 g
 Tângera  36  89,3%  0,7 g  12 g  0,4 g

Como pode ver, os alimentos com menos calorias são os vegetais e certas frutas. Poderá ter ficado surpreendido por ter visto alguns alimentos nesta lista, mas como pode ver, as frutas podem "encaixar" perfeitamente numa dieta para perda de gordura/peso.

Se tem curiosidade em saber o número de calorias ou valores nutricionais de outros alimentos, consulte uma tabela de composição dos alimentos.

Extras

Água: Sim, eu sei que a água não é um alimento, mas a sua importância é muitas vezes negligenciada. Manter-se hidratado ajuda a manter o metabolismo controlado e com energia ao longo do dia.

Para além disso beber dois copos antes das refeições também pode ajudar você a manter o controle sobre suas porções.

Chá verde: Mais um que não é considerado um alimento, mas sim uma infusão, no entanto, uma vez que o objetivo é perder gordura/peso, o chá verde já demonstrou a sua eficácia e utilidade na perda de gordura.

Também poderá ajudar a manter o apetite controlado durante as dietas de restrição calórica.

Conclusão

Se está realmente decidido a perder peso, comece desde já a aumentar a ingestão dos alimentos referidos neste artigo, não esquecendo de incluir também algumas fontes de proteína magra, tal como peito de frango, atum, queijos magros, batidos de whey isolada, caseína, etc.

Desta forma irá manter-se mais saciado, hidratado e também irá comer de forma bastante saudável e interessante. Como pode ver, também pode perfeitamente comer alimentos saborosos e doces, como algumas frutas incluídas na lista, dos quais destaco a melancia, meloa e melão.

Na realidade, podem haver alimentos com menos calorias do que os referidos neste artigo, mas tentei incluir alguma variedade em vez de incluir apenas vegetais. Com os alimentos da lista acima já pode divertir-se a realizar uma variedade de receitas saudáveis, especialmente saladas ou sopas light.

Referência: Os dados nutricionais da lista acima estão baseados na Tabela da Composição dos Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Quanta proteína é possível absorver por refeição?

Dentre a série de tópicos relativamente controversos englobados no mundo da nutrição temos a questão da quantidade de proteína que o corpo humano consegue absorver no seguimento de uma dada refeição. Relacionado com a mesma temática, temos a questão da definição da quantidade de proteína que idealmente se deve ingerir após a execução de um treino resistido, com vista a maximizar a síntese de proteína muscular. Estudos publicados até há poucos anos concluíram que a ingestão de 20 a 25 g de proteína de boa qualidade (whey, proteína do leite, ou proteína de ovo) após um treino de musculação direcionado à musculatura dos membros inferiores seria o suficiente para maximizar a síntese de proteína muscular em adultos jovens e saudáveis, sendo que em doses superiores os aminoácidos “excedentários” seriam simplesmente oxidados. 1,2   Entretanto, em 2016, os autores Macnaughton et al. 3 verificaram que a suplementação com 40 g de proteína whey após uma sessão de treino de musculação de corpo i

É Melhor Perder Peso de Forma Rápida ou Lenta?

A perda de gordura pode proporcionar vários benefícios para a saúde daqueles que têm excesso de peso. ¹⁻² e é uma necessidade imperativa para atletas de determinados desportos e para aqueles que participam em competições de culturismo e similares.³ No entanto, independentemente do ritmo a que se perde peso, há uma série de consequências negativas que são praticamente impossíveis de evitar. Esses efeitos indesejáveis incluem a diminuição da taxa metabólica basal em repouso,⁴ dos níveis de testosterona,⁵ perda de massa magra,⁶ e diminuição da força muscular.⁷⁻⁸ De forma a minimizar esses efeitos negativos, são muitos aqueles que evitam as dietas mais drásticas, do tipo yo-yo e que, em vez disso, aconselham uma perda de peso lenta, por exemplo, de 0,5 kg de peso corporal, por semana.³ O que diz a ciência? Já foram conduzidos variados estudos que procuraram determinar qual a velocidade de perda de peso que melhor preserva a taxa metabólica, a massa magra, bem como os níveis de testosterona

Qual é a Quantidade de Proteína Ideal para Maximizar a Força e a Massa Muscular?

Tipicamente, os praticantes de musculação almejam obter um físico que, para além de exibir uma percentagem de gordura corporal relativamente baixa, apresente uma musculatura visivelmente desenvolvida, frequentemente ao maior nível possível. Para além destes, e sobretudo com vista a maximizar o seu rendimento, os atletas de desportos de força, assim como os praticantes de outras modalidades desportivas também se interessam particularmente por esta temática.  Neste contexto, os nutricionistas que de algum modo trabalham com estes indivíduos, devem ser capazes de os aconselhar relativamente à quantidade de proteína ideal para maximizar os ganhos de força e de massa muscular, naqueles que executam treino resistido. Será necessária uma dose de proteína superior à recomendada pela EFSA - Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (0,83 g/kg peso)¹ para maximizar os ganhos de força e a hipertrofia muscular em adultos jovens?  Este tópico tem vindo a ser investigado de forma relativame