Avançar para o conteúdo principal

Entrevista a João Amaro – Culturista Natural – Campeão Masters da BNBF

 João Amaro é um culturista natural que venceu recentemente a competição BNBF, uma organização britânica de culturismo natural, que aplica aos seus atletas testes anti-doping rigorosos.

Fale-nos um pouco de si e do seu percurso académico e profissional. É casado? Onde vive e trabalha?

...Sou licenciado em Ciências do Desporto.

Nos ginásios já fiz de tudo (desde 1994): Instrutor de aulas de grupo, de sala de exercício, Personal Trainer, coordenador e Diretor Técnico.

Sou casado e tenho um filho de 8 anos. Actualmente vivo em Brighton.

Em que idade começou a treinar? O que o levou a interessar-se pela musculação e a frequentar os ginásios?

...Comecei a treinar em casa com o meu pai (a minha maior influência) aos 15 anos.
Era muito magro com 1,82 pesava 65kg, na escola os amigos chamavam me MAGRETA!

No início o meu Pai disse me: "se treinares bem e fores consistente (3x semana), vais aumentar pelo menos 5kg. E eu achei que isso seria fantástico. Ao fim de um ano estava com mais 10kg. Com uma rotina semelhante à clássica 5x5 com os exercícios básicos com pesos livres, só que as reps eram 3x8-10.

Porquê culturismo natural?

...Porque não sei fazer de outra forma. E provavelmente é mais saudável.

Em que competições já participou e que resultados obteve?

  • Musclemania 2013 London Show 2 - bodybuilding
  • Musclemania 2014 Barcelona 1 - Short Men's physique
  • BNBF 2016 south 1 - Masters over 40 bodybuilding
  • BNBF 2017 midlands 1 - Masters over 40 bodybuilding

Porquê competir na BNBF? Como se sentiu ao vencer essa competição?

...Tentei a BNBF porque a Musclemania foi uma desilusão a nível de organização e de atletas naturais.

Em relação à BNBF fiz duas provas, fui sozinho, não conhecia ninguém e fui muito bem recebido e respeitado. A organização e ambiente das provas foram sempre excelentes.

Na sua opinião, quais foram os factores, ou estratégias, que lhe permitiram atingir o físico vencedor?

...Como sou Master! Tem a ver com todo o meu passado desportivo (ginástica desportiva, basquetebol, lançamento do disco e culturismo). Muitos anos de treino de força básico e equilibrado.

Devo um agradecimento especial aos meus amigos, Filipe Teixeira (Nutricionista, Bioquímico, Fisiologista do exercício e Sócio das lojas Body Temple, responsável pelo meu condicionamento. Organizou-me a alimentação e a suplementação nas primeiras provas 3 provas. E ao Pedro Sérvolo que desde o início desta aventura competitiva me ajudou de forma determinante e incansável a nível do treino, posing, coreografia, música, logística, motivação, etc.

Pode-nos dar um exemplo dos alimentos que ingere ao longo de um dia de preparação para uma competição?

...Posso, mas cada caso é um caso. Ou seja o ideal para quem quer competir é procurar um nutricionista especializado em planos para atletas.
No meu caso :

  • Refeição 1: pão integral com fiambre frango ou peru, café.
  • Ref 2: batido proteína e uma fruta.
  • Ref 3: arroz, frango, verduras ou salada.
  • Ref 4: batido de proteína e uma fruta.
  • Ref 5: atum, batata doce, verduras.
  • Ref 6: dois ovos cozidos.
    E beber pelo menos 2 litros de água/dia.

Costuma ingerir suplementos? Quais são?

...Multivitamínico, creatina e proteina whey.

Segue algum programa de treino específico? Quantas vezes por semana treina?

...Normalmente 3 ao longo do ano, rotina A (peitorais, ombros, tricipedes e core) / B (pernas, costas e bicipedes).

6 a 4 semanas antes da competição 6xsemana A (peitorais, ombros, tricipedes) / B (pernas) / C (costas e bicipedes).

Qual grupo muscular prefere treinar? Quais os seus exercícios favoritos?

...Prefiro todos ! Todos deram e dão muito trabalho. Ter um desenvolvimento físico equilibrado e funcional sempre foi uma prioridade para mim.

Exercícios favoritos! Os básicos, os pilares: Agachamento, supino, elevações, fundos, press militar, peso morto, etc.

Tem planos para o futuro? O que nos pode contar?

...Continuar a treinar até poder. E continuar a competir enquanto fizer sentido para mim.

Há alguma mensagem que queira transmitir aos nosso leitores?

...Aprendam bem o básico tanto no treino como na alimentação saudável. Procurem informação fiável com profissionais competentes. Não tenham muito pressa. E tentem levar um estilo de vida que vos permita treinar muitos e bons anos.

Saudações desportivas a todos. :)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Quanta proteína é possível absorver por refeição?

Dentre a série de tópicos relativamente controversos englobados no mundo da nutrição temos a questão da quantidade de proteína que o corpo humano consegue absorver no seguimento de uma dada refeição. Relacionado com a mesma temática, temos a questão da definição da quantidade de proteína que idealmente se deve ingerir após a execução de um treino resistido, com vista a maximizar a síntese de proteína muscular. Estudos publicados até há poucos anos concluíram que a ingestão de 20 a 25 g de proteína de boa qualidade (whey, proteína do leite, ou proteína de ovo) após um treino de musculação direcionado à musculatura dos membros inferiores seria o suficiente para maximizar a síntese de proteína muscular em adultos jovens e saudáveis, sendo que em doses superiores os aminoácidos “excedentários” seriam simplesmente oxidados. 1,2   Entretanto, em 2016, os autores Macnaughton et al. 3 verificaram que a suplementação com 40 g de proteína whey após uma sessão de treino de musculação de corpo i

É Melhor Perder Peso de Forma Rápida ou Lenta?

A perda de gordura pode proporcionar vários benefícios para a saúde daqueles que têm excesso de peso. ¹⁻² e é uma necessidade imperativa para atletas de determinados desportos e para aqueles que participam em competições de culturismo e similares.³ No entanto, independentemente do ritmo a que se perde peso, há uma série de consequências negativas que são praticamente impossíveis de evitar. Esses efeitos indesejáveis incluem a diminuição da taxa metabólica basal em repouso,⁴ dos níveis de testosterona,⁵ perda de massa magra,⁶ e diminuição da força muscular.⁷⁻⁸ De forma a minimizar esses efeitos negativos, são muitos aqueles que evitam as dietas mais drásticas, do tipo yo-yo e que, em vez disso, aconselham uma perda de peso lenta, por exemplo, de 0,5 kg de peso corporal, por semana.³ O que diz a ciência? Já foram conduzidos variados estudos que procuraram determinar qual a velocidade de perda de peso que melhor preserva a taxa metabólica, a massa magra, bem como os níveis de testosterona

Qual é a Quantidade de Proteína Ideal para Maximizar a Força e a Massa Muscular?

Tipicamente, os praticantes de musculação almejam obter um físico que, para além de exibir uma percentagem de gordura corporal relativamente baixa, apresente uma musculatura visivelmente desenvolvida, frequentemente ao maior nível possível. Para além destes, e sobretudo com vista a maximizar o seu rendimento, os atletas de desportos de força, assim como os praticantes de outras modalidades desportivas também se interessam particularmente por esta temática.  Neste contexto, os nutricionistas que de algum modo trabalham com estes indivíduos, devem ser capazes de os aconselhar relativamente à quantidade de proteína ideal para maximizar os ganhos de força e de massa muscular, naqueles que executam treino resistido. Será necessária uma dose de proteína superior à recomendada pela EFSA - Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (0,83 g/kg peso)¹ para maximizar os ganhos de força e a hipertrofia muscular em adultos jovens?  Este tópico tem vindo a ser investigado de forma relativame